logo
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Aenean feugiat dictum lacus, ut hendrerit mi pulvinar vel. Fusce id nibh

Mobile Marketing

Pay Per Click (PPC) Management

Conversion Rate Optimization

Email Marketing

Online Presence Analysis

Fell Free To contact Us
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Aenean feugiat dictum lacus

1-677-124-44227

info@your business.com

184 Main Collins Street West Victoria 8007

48-3364-3528

contato@lepadv.com

Top

[EVENTO] 01/12/2017 Direito ao Esquecimento e a Liberdade de Imprensa

[EVENTO] 01/12/2017 Direito ao Esquecimento e a Liberdade de Imprensa

Liberdade de expressão e de imprensa e o direito ao esquecimento

“Jornalismo e privacidade na década da transparência” é o tema do evento que será realizado no próximo dia 1º de novembro, no Auditório Elke Hering – Biblioteca Universitária, na Universidade Federal de Santa Catarina.

Pesquisadores do Observatório da Ética Jornalística (objETHOS) e especialistas em jornalismo e direito estão entre os convidados. O evento, que será realizado das 14 às 17h e das 19 às 22h, é gratuito e aberto ao público, mas terá inscrições limitadas, no próprio local.

O evento

Durante a tarde, a mesa “Liberdade de expressão, de imprensa e direito ao esquecimento”, contará com a participação da pesquisadora Denise Pinheiro (Udesc) e do advogado José Vitor Lopes e Silva, presidente do Instituto Catarinense de Direito Digital. A mediação é de um dos coordenadores do objETHOS e professor da UFSC, Rogério Christofoletti. Já à tarde, o debate será sobre “Privacidade, transparência e ética”, com a participação do professor e pesquisador português Carlos Camponez, da Universidade de Coimbra, e do professor Rogério Christofoletti. A mediação é do professor Samuel Lima (UFSC), também coordenador do observatório.

Segundo Christofoletti, a proposta do evento é trazer um debate qualificado sobre um assunto que tem gerado muitas discussões tanto para o jornalismo, como para áreas como direito e tecnologia. “Estamos vivendo tempos de invasão de privacidade, de altíssima exposição em redes sociais, de vigilância massiva, de coleta de dados pessoais sem o conhecimento dos cidadãos e de direito ao esquecimento. Debater o tema da privacidade é discutir também a liberdade e a própria individualidade”, comenta. O tema também dialoga com pesquisas desenvolvidas pelo grupo.

O evento faz parte das celebrações dos 10 anos do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFSC, POSJOR, e 8 anos do objETHOS.

Debatedores e mediadores

Carlos Camponez é professor da Universidade de Coimbra onde coordena o Grupo de Investigação em Comunicação, Jornalismo e Espaço Público do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX, o Ceis20. Dirigiu o Mestrado em Comunicação e Jornalismo e a Licenciatura de Jornalismo e Comunicação na mesma instituição. É jornalista e trabalhou nos jornais Diário de Lisboa, A Capital, Público e Região de Leiria. Foi membro do Sindicato dos Jornalistas e do Conselho Deontológico, além de diretor da Mediapolis – Revista de Comunicação, Jornalismo e Espaço Público, da qual foi fundador. Carlos Camponez é autor de “Deontologia do Jornalismo”, entre outros livros e artigos científicos na área.

Denise Pinheiro é professora de Direito na Udesc. Sua graduação, mestrado e doutorado se deram na UFSC, com período sanduíche na Université de Strasbourg, na França. Sua tese abordou a liberdade de expressão e o direito ao esquecimento, tema a que vem se dedicando em outros estudos. Denise Pinheiro também já foi professora do Cesusc.

José Vitor Lopes e Silva é presidente do Instituto Catarinense de Direito Digital. Advogado especializado em Direito Digital com estudos pela GV/LAW-SP, atua na Lopes e Philippi Advogados, e presta consultoria na área para grupos de comunicação em Santa Catarina e Paraná. No debate, pretende abordar a oposição entre direito ao esquecimento e liberdade de imprensa, e suas implicações éticas, morais e legais.

Rogério Christofoletti é jornalista e professor da UFSC. É um dos coordenadores do Observatório da Ética Jornalística (objETHOS) e pesquisador do CNPq. Autor de livros e artigos sobre ética e deontologia, atualmente pesquisa privacidade e jornalismo.

Samuel Pantoja Lima é jornalista e professor da UFSC. É um dos líderes do Observatório da Ética Jornalística (objETHOS) e coordena o projeto de extensão de alfabetização midiática de estudantes do ensino médio em escolas públicas de Florianópolis.

Sobre o objETHOS

O Observatório da Ética Jornalística (http://objethos.wordpress.com) foi criado em setembro de 2009 e é uma iniciativa de pesquisa, acompanhamento e monitoramento da ética praticada por jornalistas e meios de informação. A equipe é formada por pesquisadores de três universidades brasileiras (UFSC, UFF e UFPR) e por pesquisadores em formação, em nível de doutorado, mestrado e graduação.

O grupo desenvolve investigações para teses, dissertações e estudos específicos sobre ética jornalística, crítica de mídia, identidade profissional, tecnologias associadas ao jornalismo, novos modelos de negócio e de produção jornalística, mídia independente e novas configurações do ecossistema informativo. Recentemente, lançou um ebook com entrevistas de especialistas em ética e tecnologia no mundo em comemoração aos seus oito anos.

 

  • O quê? Debate sobre“Jornalismo e privacidade na década da transparência”
  • Quando? 1 de novembro, das 14h às 17h e das 19h às 22h.
  • Onde? Auditório Elke Hering – Biblioteca Universitária – UFSC.
  • Inscrições: Gratuito, com inscrições limitadas, no local, e emissão de certificado.
No Comments

Post a Comment